Viradouro põe atabaque na bateria

13 jan

RIO DE JANEIRO – A Unidos do Viradouro pretende desfilar abençoada pelos orixás. Pelo menos é isso que mostra a atitude do diretor de bateria, Mestre Ciça. Ele decidiu incorporar  20 ogãs – responsáveis pelos toques rituais na umbanda e no candomblé – ao grupo de ritmistas. Eles vão tocar atabaque, o instrumento sagrado dos terreiros, que pela primeira vez vai mostrar sua força numa escola de samba. E onde ele foi buscar elementos para botar a ideia em prática? Os 20 ogãs foram selecionados em terreiros de macumba de Niterói e São Gonçalo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: